terça-feira, 10 de junho de 2014

PRÊMIO ANITA GARIBALDI EM DEFESA DOS DIREITOS DA MULHER DO ESTADO DE SÃO PAULO



O Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo é um tributo à Lei 12.615 de 30 de abril de 2012, que determinou que o nome de Anita Garibaldi, (Ana Maria de Jesus Ribeiro), fosse inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, depositado no Panteão da Liberdade e da Democracia em Brasília, Distrito Federal. Trata-se de uma iniciativa da Comissão da Mulher Brasil-Itália da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, com atuação no Estado de São Paulo, em parceria com o Deputado Fabio Porta, Membro da III Comissão Permanente de Relações Exteriores e Comunitárias da Câmara dos Deputados da Itália, Presidente do Comitê Permanente para os Italianos no Mundo e Promoção do Sistema País, e com o Vereador Gilberto Natalini, Presidente da Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo, Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de São Paulo, Membro da Comissão de Saúde e Membro da Frente Parlamentar pela Mobilidade Urbana da Câmara Municipal de São Paulo.

Para a seleção das indicadas são consultados jornalistas e formadores de opinião do Estado de São Paulo; na primeira edição do Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo, foram selecionadas grandes personalidades que se destacaram por suas ações humanitárias durante os últimos quatro anos no Estado de São Paulo.
Os critérios da seleção estão ligados à promoção do desenvolvimento social, através do trabalho humanitário, priorizando quatro áreas de extrema importância para o empoderamento da mulher: ética profissional, liderança e participação da mulher na sociedade, engajamento na eliminação da violência contra a mulher, impacto social sob os auspícios da igualdade de gênero e continuidade da ação a longo prazo em 15 categorias distintas: empoderamento feminino, difusão do livro e da leitura, saúde da mulher, inclusão social, cidadania, cultura de paz, educação, preservação do legado histórico, ativismo social, empreendedorismo sustentável, incentivo à leitura, empoderamento da juventude, escritora humanitária,  difusão do legado histórico, e personalidade masculina em defesa dos direitos da mulher.

As personalidades femininas e a personalidade masculina indicadas ao Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo, serão condecoradas em Sessão Solene no Palácio Anchieta, por iniciativa do Vereador Gilberto Natalini da Câmara Municipal de São Paulo, cidade-sede da primeira edição do Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo, em agosto de 2014.
A Madrinha oficial do I Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo, é a Presidente da Fraternidade Aliança Aca Laurência, Rosely Ugoline, idealizadora do consagrado Prêmio Excelência Mulher.
Rosely Ugolini, Madrinha Oficial do Prêmio Anita Garibaldi Em Defesa Dos Direitos Da Mulher Do Estado De São Paulo. 


Vencedoras do Prêmio Anita Garibaldi em 
Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo

Anita Schuartz, Empoderamento Feminino, São Paulo;

Conceição Dante, Difusão do Livro e da Leitura, Santos;

Gilze Maria Costa Francisco, Saúde da Mulher, Santos;

Irmã Gregória Roman Oliva, Inclusão Social, São Paulo;

Ivete Belfort, Cidadania, São Paulo;

Lia Diskin, Cultura de Paz, São Paulo;

Lúcia Maria Teixeira, Educação, Santos;

Mirian Tozzi, Preservação do Legado Histórico, Águas de Lindóia;

Oriana Jara Maculet, Ativismo Social, São Paulo;

Paula Mantovani, Empreendedorismo Sustentável, Águas de Lindóia;

Rosane Fagotti, Incentivo à Leitura, Garça;

Rosilma Menezes Roldan, Empoderamento da Juventude, Santos;

Samanta Holtz, Escritora Humanitária, Porto Feliz;

Thais Matarazzo, Difusão do Legado Histórico, São Paulo;

Vencedor do Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo

Nicola Margiotta Junior, Personalidade Masculina em Defesa dos Direitos da Mulher, Santos;

Curadoria do Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher do Estado de São Paulo Edição 2014: Jam Pawlak.

Serviço:

Prêmio Anita Garibaldi Em Defesa Dos Direitos Da Mulher Do Estado De São Paulo
Dia 20 de Agosto de 2014 às 19 horas
Palácio Anchieta - Auditório Prestes Maia
Viaduto Jacareí, nº 100 - 1º andar - São Paulo - SP




segunda-feira, 2 de junho de 2014

Cultura de Paz Une Futebol & Literatura no Brasil:

Tema Social da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Livro e Leitura para Compartilhar e Conhecer o Mundo

O Projeto Cultural "Livro e Leitura para Compartilhar ", sem fins lucrativos, da Organização Neo Humanitarismo Universalista, em Prol da Cultura de Paz nos Estádios de Futebol, também ressalta o valor humanitário do tema social da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Objetivo Geral:

Proporcionar a iniciação literária da criança e do adolescente através do livro e da leitura para compartilhar.

Objetivos Específicos:
Desenvolver na criança e no adolescente a habilidade para a leitura. Despertar na criança e no adolescente o hábito da leitura. Compartilhar com a criança e o adolescente leituras públicas de contos e lendas dos 32 países que participam da 20ª Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Justificativa:
Difusão do livro e da leitura para compartilhar, e, promoção do hábito da leitura no dia a dia da criança e do adolescente do Estado de São Paulo. Programa de Incentivo à Leitura e à Cultura de Paz que insere a Copa do Mundo da FIFA no Calendário das Escolas da Cidade-Sede São Paulo, e cidades com Centros de Treinamento de Seleções no Estado de São Paulo.

Localização:  Cidade-Sede - São Paulo.
Público alvo: a criança e o adolescente do Estado de São Paulo. Encontro temático para a difusão do livro e da leitura para compartilhar.

Seleção dos Contos e Lendas dos 32 países que participam da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.
Contos Selecionados pelo Núcleo de Projetos Especiais da ONH-U de São Paulo.

A Bola De Ouro Dos Contos & Lendas De A a Z 

Alemanha – “Branca De Neve”;
Argélia – “As Mil e Uma Noites”;
Argentina – “A Índia Anahy”;
Austrália – “A Flauta Mágica”;
Bélgica – “Silvius Brabo”;
Bósnia – “Vlad, o Empalador”;
Brasil - “Porque o Mar Tanto Chora” e “A Lenda da Vitória Régia”: (País Sede);
Camarões – “O Leão Kandinga”;
Colômbia – “A Lenda das Esmeraldas”:
Coréia do Sul – “Gumiho, a Raposa de Nove Caldas”;
Costa do Marfim – “As Brigas Entre o Sol e a Lua”;
Costa Rica – “As Três Laranjas Mágicas”:
Croácia – “A Mulher Lobo”;
Chile – “Bodas às Escuras”;
Equador – “Nunkui, Criadora das Plantas”;
Espanha – “Os Amantes de Teruel”;
Estados Unidos – “O Barco Terrestre”;
França – “Cinderela”;
Gana – “Anansi e o Baú de Histórias”;
Grécia – “O Príncipe Adormecido”;
Holanda – “O Diabo Dá, o Diabo Leva”;
Honduras – “Lenda do Cadejo”;
Inglaterra – “João e o Pé de Feijão”;
Itália – “Pinóquio”;
Irã – “Mushkil Gusha”;
Japão – “Tanabata”;
México – “A Mulher de Branco”;
Nigéria – “Kigbo e os Espíritos do Mato”;
Portugal – “A Moça das Perolas”;
Rússia – “Ivan e o Pássaro de Fogo”;
Suíça – “Guilherme Tell”;
Uruguai – “Rio dos Pássaros”; 


Cultura de Paz através do livro e da leitura para compartilhar e conhecer o mundo!